SOS ColunaSOS Coluna

RPG

  • A Reeducação Postural Global é um dos mais modernos métodos de fisioterapia que trata de desarmonias do corpo. Indicado não somente para quem sente dores, mas para quem busca o equilíbrio. 

    O que é RPG?

    A Reeducação Postural Global, ou RPG, é um método de fisioterapia que trata das desarmonias do corpo humano levando em consideração as necessidades individuais de cada paciente, já que cada organismo reage de maneira diferente às agressões sofridas. É uma técnica revolucionária que considera os sistemas muscular, sensitivo e esquelético como um todo e procura tratar, de forma individualizada, os músculos que se diferenciam na estrutura. Criada na França, em 1980, pelo fisioterapeuta francês Philippe E. Souchard, a RPG é uma técnica realizada, exclusivamente, por fisioterapeutas.

    A Técnica

    Dores nas costas, nas articulações, noites mal dormidas, tensões musculares, etc. Quem nunca passou por pelo menos uma dessas desagradáveis experiências?

    A terapia RPG trata esses e muitos outros problemas com bons resultados, por meio da reeducação do corpo. Exemplo: quando sofremos uma contusão, a primeira reação é fazer com que o corpo tente proteger a lesão para não sentirmos dor. Por isso criamos automaticamente um mecanismo de "compensação" para evitar o problema inicial. É o que acontece quando torcemos o tornozelo.
    Para não termos dores, enrijecemos a musculatura e transferimos para a outra perna o apoio corporal e mancamos. Com isso, criamos uma série de compensações em todo o corpo.

    O tratamento

    Para se obter um resultado positivo com RPG são necessárias sessões semanais de uma hora, podendo haver exceções nos casos de maior gravidade. O tratamento é indicado para todas as faixas etárias.

  • Em quais Patologias a RPG é indicada?

    • Ortopédico: pés planos e cavos, joelho valgo ou varo, joanetes, escoliose, dor cervical, dor dorsal, etc.

    • Neurológico: hérnia de disco e labirintite.

    • Reumatológico: artrites, artrose, bursite, tendinite, etc.

    • Respiratório: asma, bronquite, etc.

    • Somáticos: stress, disturbios circulatórios e digestivos, etc.

  • O corpo reage às maiores adversidades, porem isso só acontece durante um certo período após o qual o corpo começa a reagir através da dor, que segue uma graduação.

    SABER RECONHECER SUAS DORES E RESPEITÁ-LAS, DIMINUI O RISCO DE TRANSFORMAR PEQUENOS ALERTAS EM GRANDES PATOLOGIAS.

    Dicas úteis

    • Pequenos maus-jeitos provocam dores que não devem durar mais de 2 dias

    • Dores frequentes, que se repetem 2, 3 vezes por semana devem ser pesquisadas

    • Dores crônicas diminuem o poder de concentração e a eficácia na execução das tarefas do dia a dia e do trabalho

    • Preste atenção em movimentos que com freqüência provoquem incômodos

    • Exercícios físicos não devem provocar dores

  • Espreguice seu corpo sempre que puder.

    Pratique uma atividade física com boa orientação, e sempre que o fizer aqueça e alongue bem o corpo antes da atividade. Alongue também ao final dela.

    Em atividades domésticas ou profissionais, evite manter a mesma posição por mais de uma hora, a musculatura se cansa e passa a estabelecer compensações posturais além de provocar diminuição de raciocínio e concentração. A cada hora trabalhada, espreguice o corpo, ou se levante, ou movimente-se de uma forma diferente da que estava fazendo. Os segundos que você "perde", são ganhos em eficiência e saúde.

    Verifique se o monitor de seu computador está numa altura em que o 1/3 superior da tela esteja na altura de seus olhos, estando você com a postura ereta ao sentar.

    Evite assistir TV deitado na cama ou no sofá.

    Evite ao falar no telefone, segurá-lo com o ombro, principalmente se durante o seu dia isso se repetir muitas vezes ou por muito tempo.

    Atividades domésticas simples podem trazer uma sobrecarga para a base da sua coluna - região lombar:

    • ao arrumar a cama, procure ajoelhar-se para acertar o lençol de baixo.

    • se for lavar louça, fique o mais próximo da pia para não ter que inclinar tanto o corpo para frente, já que normalmente as pias são muito baixas.

    • ao lavar o rosto de manhã ou ao debruçar-se sobre a pia do banheiro, faça-o sempre semi-flexionando os joelhos.

    Atividades físicas não devem provocar dores insistentes, se isso ocorrer informe ao seu professor, se não tiver um professor, consulte um ortopedista.

    Se o seu ortopedista lhe recomendar fisioterapia clássica ou  algo que não seja RPG, questione seus conhecimentos sobre a técnica.

    Procure sempre um RPGista da Associação Brasileira de RPG, formado pelo criador do método, o fisioterapeuta francês Ph. E. Souchard.

ERGONOMIA

  • Nos anos 90 a preocupação das empresas era a de sanar problemas que se concentravam em setores da produção, e que afetavam funcionários com L.E.R. ou D.O.R.T.

    Nos dias de hoje, a preocupação vai muito além disso, abrangendo além dos setores de produção, os setores operacionais e os setores administrativos.  Prazo, concorrência, criatividade e qualidade da prestação de serviço são exigidos cada vez mais pelo mercado, em busca da excelência em cada produto oferecido ou serviço prestado. A presença destas exigências gera nos colaboradores tensões físicas e/ou emocionais que acarretam problemas de saúde, absenteísmo e diminuição de produtividade. Além do que, existe também a necessidade de adequação da empresa às Leis regidas pela NR 17 (portaria 3751, de 23 de novembro de 1990, do Ministério do Trabalho).

    Para que haja esta correta adequação, nossa empresa desenvolve Projetos de Qualidade de Vida iniciados por uma Análise Técnica Ergonômica para detectar os problemas e a partir daí, oferecer as devidas soluções e principalmente desenvolver um projeto voltado para à prevenção.

    DIFERENCIAL

    Os nossos Projetos de Qualidade de Vida têm como diferencial a análise científica dos aspectos legais, ergonômicos, ambientais e humanos, personalizados a cada empresa, o que nos dá excelência neste tipo de serviço.

     

    ATUAÇÃO

    Nossos serviços podem ser contratados separadamente ou em conjunto, respeitando as necessidades diversas presentes nos diferentes postos de trabalho de cada empresa. Podem ser aplicados de forma temporária, em eventos (exemplo: semanas de SIPAT, palestras, premiações) ou permanente, atuando como parte integrante dos projetos realizados pelos departamentos de Recursos Humanos.

    SERVIÇOS E PRODUTOS

    Compõem nossos Projetos de Qualidade de Vida:

    • avaliação e consultoria em ergonômica – Análise Técnica Ergonômica – NR17

    • dicas de saúde – programa de informações virtuais

    • treinamentos, workshops e palestras em temas de saúde e prevenção

    • programas de reeducação alimentar

    • programas de condicionamento físico – corrida, esportes e fortalecimento muscular

    • programas preventivos posturais : ginástica postural e alongamento, pilates e yoga

    • projetos de arquitetura bem-estar para implantação de áreas de “descompressão” e de bem-estar com ambientes iluminados, climatizados, sonorizados, aromatizados com mobiliário adequado

    • programas de bem-estar e equilíbrio: aulas de relaxamento, respiração e meditação

    • ginástica laboral

    • massagem expressa

    • clínica de saúde com consultórios para atendimentos nas empresas de: RPG, fisioterapia respiratória e motora, psicologia, fonoaudiologia, nutrição, massagens terapêuticas

    • convênio especial, para atendimento na clínica, para familiares dos colaboradores

    • acessibilidade – adaptação do colaborador e adequação da Empresa

  • Portaria n 3.214/78, da Secretaria de Segurança e Saúde no Trabalho

    Norma Regulamentadora N17 – Ergonomia

    NR 17 - Ergonomia (117.000-7)

     

    17.1. Esta Norma Regulamentadora visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente.

    17.1.1. As condições de trabalho incluem aspectos relacionados ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos e às condições ambientais do posto de trabalho, e à própria organização do trabalho.

    17.1.2. Para avaliar a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, devendo a mesma abordar, no mínimo, as condições de trabalho, conforme estabelecido nesta Norma Regulamentadora.

     

    17.2. Levantamento, transporte e descarga individual de materiais.

    17.2.1. Para efeito desta Norma Regulamentadora:

    17.2.1.1. Transporte manual de cargas designa todo transporte no qual o peso da carga é suportado inteiramente por um só trabalhador, compreendendo o levantamento e a deposição da carga.

    17.2.1.2. Transporte manual regular de cargas designa toda atividade realizada de maneira contínua ou que inclua, mesmo de forma descontínua, o transporte manual de cargas.

    17.2.1.3. Trabalhador jovem designa todo trabalhador com idade inferior a 18 (dezoito) anos e maior de 14 (quatorze) anos.

    17.2.2. Não deverá ser exigido nem admitido o transporte manual de cargas, por um trabalhador cujo peso seja suscetível de comprometer sua saúde ou sua segurança. (117.001-5 / I1)

    17.2.3. Todo trabalhador designado para o transporte manual regular de cargas, que não as leves, deve receber treinamento ou instruções satisfatórias quanto aos métodos de trabalho que deverá utilizar, com vistas a salvaguardar sua saúde e prevenir acidentes. (117.002-3 / I2)

    17.2.4. Com vistas a limitar ou facilitar o transporte manual de cargas, deverão ser usados meios técnicos apropriados.

    17.2.5. Quando mulheres e trabalhadores jovens forem designados para o transporte manual de cargas, o peso máximo destas cargas deverá ser nitidamente inferior àquele admitido para os homens, para não comprometer a sua saúde ou a sua segurança. (117.003-1 / I1)

    17.2.6. O transporte e a descarga de materiais feitos por impulsão ou tração de vagonetes sobre trilhos, carros de mão ou qualquer outro aparelho mecânico deverão ser executados de forma que o esforço físico realizado pelo trabalhador seja compatível com sua capacidade de força e não comprometa a sua saúde ou a sua segurança. (117.004-0 / 11)

    17.2.7. O trabalho de levantamento de material feito com equipamento mecânico de ação manual deverá ser executado de forma que o esforço físico realizado pelo trabalhador seja compatível com sua capacidade de força e não comprometa a sua saúde ou a sua segurança. (117.005-8 / 11)

     

    17.3. Mobiliário dos postos de trabalho.

    17.3.1. Sempre que o trabalho puder ser executado na posição sentada, o posto de trabalho deve ser planejado ou adaptado para esta posição. (117.006-6 / I1)

    17.3.2. Para trabalho manual sentado ou que tenha de ser feito em pé, as bancadas, mesas, escrivaninhas e os painéis devem proporcionar ao trabalhador condições de boa postura, visualização e operação e devem atender aos seguintes requisitos mínimos:

    a) ter altura e características da superfície de trabalho compatíveis com o tipo de atividade, com a distância requerida dos olhos ao campo de trabalho e com a altura do assento; (117.007-4 / I2)

    b) ter área de trabalho de fácil alcance e visualização pelo trabalhador; (117.008-2 / I2)

    c) ter características dimensionais que possibilitem posicionamento e movimentação adequados dos segmentos corporais. (117.009-0 / I2)

    17.3.2.1. Para trabalho que necessite também da utilização dos pés, além dos requisitos estabelecidos no subitem 17.3.2, os pedais e demais comandos para acionamento pelos pés devem ter posicionamento e dimensões que possibilitem fácil alcance, bem como ângulos adequados entre as diversas partes do corpo do trabalhador, em função das características e peculiaridades do trabalho a ser executado. (117.010-4 / I2)

    17.3.3. Os assentos utilizados nos postos de trabalho devem atender aos seguintes requisitos mínimos de conforto:

    a) altura ajustável à estatura do trabalhador e à natureza da função exercida; (117.011-2 / I1)

    b) características de pouca ou nenhuma conformação na base do assento; (117.012-0 / I1)

    c) borda frontal arredondada; (117.013-9 / I1)

    d) encosto com forma levemente adaptada ao corpo para proteção da região lombar. (117.014-7 / Il)

    17.3.4. Para as atividades em que os trabalhos devam ser realizados sentados, a partir da análise ergonômica do trabalho, poderá ser exigido suporte para os pés, que se adapte ao comprimento da perna do trabalhador. (117.015-5 / I1)

    17.3.5. Para as atividades em que os trabalhos devam ser realizados de pé, devem ser colocados assentos para descanso em locais em que possam ser utilizados por todos os trabalhadores durante as pausas. (117.016-3 / I2)

     

    17.4. Equipamentos dos postos de trabalho.

    17.4.1. Todos os equipamentos que compõem um posto de trabalho devem estar adequados às características psicofisiológicas dos trabalhadores e à natureza do trabalho a ser executado.

    17.4.2. Nas atividades que envolvam leitura de documentos para digitação, datilografia ou mecanografia deve:

    a) ser fornecido suporte adequado para documentos que possa ser ajustado proporcionando boa postura, visualização e operação, evitando movimentação freqüente do pescoço e fadiga visual; (117.017-1 / I1)

    b) ser utilizado documento de fácil legibilidade sempre que possível, sendo vedada a utilização do papel brilhante, ou de qualquer outro tipo que provoque ofuscamento. (117.018-0 / I1)

    17.4.3. Os equipamentos utilizados no processamento eletrônico de dados com terminais de vídeo devem observar o seguinte:

    a) condições de mobilidade suficientes para permitir o ajuste da tela do equipamento à iluminação do ambiente, protegendo-a contra reflexos, e proporcionar corretos ângulos de visibilidade ao trabalhador; (117.019-8 / I2)

    b) o teclado deve ser independente e ter mobilidade, permitindo ao trabalhador ajustá-lo de acordo com as tarefas a serem executadas; (117.020-1 / I2)

    c) a tela, o teclado e o suporte para documentos devem ser colocados de maneira que as distâncias olho-tela, olho-teclado e olho-documento sejam aproximadamente iguais; (117.021-0 / I2)

    d) serem posicionados em superfícies de trabalho com altura ajustável. (117.022-8 / I2)

    17.4.3.1. Quando os equipamentos de processamento eletrônico de dados com terminais de vídeo forem utilizados eventualmente poderão ser dispensadas as exigências previstas no subitem 17.4.3, observada a natureza das tarefas executadas e levando-se em conta a análise ergonômica do trabalho.

     

    17.5. Condições ambientais de trabalho.

    17.5.1. As condições ambientais de trabalho devem estar adequadas às características psicofisiológicas dos trabalhadores e à natureza do trabalho a ser executado.

    17.5.2. Nos locais de trabalho onde são executadas atividades que exijam solicitação intelectual e atenção constantes, tais como: salas de controle, laboratórios, escritórios, salas de desenvolvimento ou análise de projetos, dentre outros, são recomendadas as seguintes condições de conforto:

    a) níveis de ruído de acordo com o estabelecido na NBR 10152, norma brasileira registrada no INMETRO; (117.023-6 / I2)

    b) índice de temperatura efetiva entre 20oC (vinte) e 23oC (vinte e três graus centígrados); (117.024-4 / I2)

    c) velocidade do ar não superior a 0,75m/s; (117.025-2 / I2)

    d) umidade relativa do ar não inferior a 40 (quarenta) por cento. (117.026-0 / I2)

    17.5.2.1. Para as atividades que possuam as características definidas no subitem 17.5.2, mas não apresentam equivalência ou correlação com aquelas relacionadas na NBR 10152, o nível de ruído aceitável para efeito de conforto será de até 65 dB (A) e a curva de avaliação de ruído (NC) de valor não superior a 60 dB.

    17.5.2.2. Os parâmetros previstos no subitem 17.5.2 devem ser medidos nos postos de trabalho, sendo os níveis de ruído determinados próximos à zona auditiva e as demais variáveis na altura do tórax do trabalhador.

    17.5.3. Em todos os locais de trabalho deve haver iluminação adequada, natural ou artificial, geral ou suplementar, apropriada à natureza da atividade.

    17.5.3.1. A iluminação geral deve ser uniformemente distribuída e difusa.

    17.5.3.2. A iluminação geral ou suplementar deve ser projetada e instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos.

    17.5.3.3. Os níveis mínimos de iluminamento a serem observados nos locais de trabalho são os valores de iluminâncias estabelecidos na NBR 5413, norma brasileira registrada no INMETRO. (117.027-9 / I2)

    17.5.3.4. A medição dos níveis de iluminamento previstos no subitem 17.5.3.3 deve ser feita no campo de trabalho onde se realiza a tarefa visual, utilizando-se de luxímetro com fotocélula corrigida para a sensibilidade do olho humano e em função do ângulo de incidência. (117.028-7 / I2)

    17.5.3.5. Quando não puder ser definido o campo de trabalho previsto no subitem 17.5.3.4, este será um plano horizontal a 0,75m (setenta e cinco centímetros) do piso.

     

    17.6. Organização do trabalho.

    17.6.1. A organização do trabalho deve ser adequada às características psicofisiológicas dos trabalhadores e à natureza do trabalho a ser executado.

    17.6.2. A organização do trabalho, para efeito desta NR, deve levar em consideração, no mínimo:

    a) as normas de produção;

    b) o modo operatório;

    c) a exigência de tempo;

    d) a determinação do conteúdo de tempo;

    e) o ritmo de trabalho;

    f) o conteúdo das tarefas.

    17.6.3. Nas atividades que exijam sobrecarga muscular estática ou dinâmica do pescoço, ombros, dorso e membros superiores e inferiores, e a partir da análise ergonômica do trabalho, deve ser observado o seguinte:

    para efeito de remuneração e vantagens de qualquer espécie deve levar em consideração as repercussões sobre

    a) saúde dos trabalhadores; (117.029-5 / I3)

    b) devem ser incluídas pausas para descanso; (117.030-9 / I3)

    c) quando do retorno do trabalho, após qualquer tipo de afastamento igual ou superior a 15 (quinze) dias, a exigência de produção deverá permitir um retorno gradativo aos níveis de produção vigentes na época anterior ao afastamento. (117.031-7 / I3)

    17.6.4. Nas atividades de processamento eletrônico de dados, deve-se, salvo o disposto em convenções e acordos coletivos de trabalho, observar o seguinte:

    a) o empregador não deve promover qualquer sistema de avaliação dos trabalhadores envolvidos nas atividades de digitação, baseado no número individual de toques sobre o teclado, inclusive o automatizado, para efeito de remuneração e vantagens de qualquer espécie; (117.032-5)

    b) o número máximo de toques reais exigidos pelo empregador não deve ser superior a 8 (oito) mil por hora trabalhada, sendo considerado toque real, para efeito desta NR, cada movimento de pressão sobre o teclado; (117.033-3 / I3)

    c) o tempo efetivo de trabalho de entrada de dados não deve exceder o limite máximo de 5 (cinco) horas, sendo que, no período de tempo restante da jornada, o trabalhador poderá exercer outras atividades, observado o disposto no art. 468 da Consolidação das Leis do Trabalho, desde que não exijam movimentos repetitivos, nem esforço visual; (117.034-1 / I3)

    d) nas atividades de entrada de dados deve haver, no mínimo, uma pausa de 10 (dez) minutos para cada 50 (cinqüenta) minutos trabalhados, não deduzidos da jornada normal de trabalho; (117.035-0 / I3)

    e) quando do retorno ao trabalho, após qualquer tipo de afastamento igual ou superior a 15 (quinze) dias, a exigência de produção em relação ao número de toques deverá ser iniciado em níveis inferiores do máximo estabelecido na alínea "b" e ser ampliada progressivamente. (117.036-8 /I3)

  • Baseada no DecreDecreto-lei 5296 de 2 de dezembro de 2004, todas as empresas devem promover a contratação, integração e adequação de portadores de deficiências e para tanto, seguir todos os princípios de acessibilidade.

    Desenvolvemos projetos de ergonomia que abrangem a Lei de acessibilidade e a Norma Regulamentadora de Ergonomia do Ministério do Trabalho (NR-17), com a perfeita adequação do portador de deficiência à empresa e também a ideal adequação da empresa e seus colaboradores ao deficiente.

    Isso inclui adequação de arquitetura, mobiliário, treinamento de colaboradores e terceiros.

    Envie-nos suas dúvidas e necessidades pois temos a solução de acessibilidade e ergonomia para qualquer tamanho de empresa.

  • Inicialmente criado para compensar os esforços físicos intensos e repetitivos da chamada "linha de produção", o conceito de Ginástica Laboral atualmente abrange esforços não somente físicos mas também somáticos e cognitivos. Profissionais das áreas de Educação Física, Fisioterapia e Psicologia elaboram estratégias para evitar e compensar desgastes de repetições físicas, tensões psicológicas,cansaço físico e postural e falta de concentração.

    Tais estratégias são aplicadas através de sessões que duram de 10 a 15 minutos, garantindo aos colaboradores a prevenção e a recuperação de situações de estresse que poderiam provocar a diminuição de produtividade e até doenças e afastamentos dos mesmos.

    Consulte-nos que teremos a melhor solução de Ergonomia para sua empresa

MASSAGENS E REIKI

  • Criada para solucionar problemas de tensão e somatizações do dia-a-dia, de forma rápida e sem ter que deslocar as pessoas de seu local de trabalho, a massagem expressa foi criada no Japão, mas logo ganhou o ocidente.

    Em cidades como São Paulo e Nova York onde era feita em parques, eventos e até nas ruas, a massagem expressa foi para dentro de empresas de renome na busca de uma compensação cada vez mais necessária para os estresses de nossos tempos.

    Se nos anos 90 a preocupação das empresas era a de sanar problemas que se concentravam em setores da produção, e que afetavam funcionários com problemas de L.E.R.  (Lesão de Esforço Repetitivo), nos dias de hoje, a preocupação vai de encontro aos chamados setores racionais, onde  prazo, concorrência e criatividade são cobrados cada vez mais.

    Para ajudar a combater essas tensões geradas, a massagem expressa tem a praticidade de ser realizada no mesmo local do trabalho, com baixos custos, com a informalidade da aplicação e com um gasto de tempo similar ao de se tomar um café.

    Moldada na necessidade e disponibilidade de cada setor de uma empresa, a massagem expressa tem como objetivos, os seguintes benefícios:

    • Destencionamento muscular

    • Relaxamento físico

    • Redução das tensões somáticas

    •  Diminuição de dores na região das costas, ombros, braços e pescoço

    • Diminuição de episódios de dores de cabeça e enxaquecas

    • Melhora da concentração

    • Melhora da manutenção da postura

    Com mais de 20 anos de trabalhos voltados à Fisioterapia, Qualidade de Vida e Bem-Estar nós da SOS Coluna colocamos a disposição nossos serviços que minimizarão esse desgaste que diminui a concentração e a produtividade de funcionários que por sua qualificação e singularidade, não podem correr os sérios riscos causados pelo estresse.

    Para a implantação dos atendimentos, oferecemos:

    • profissionais uniformizados com formação especializada

    • cadeiras especiais para esse tipo de atendimento

    • material descartável individual para cada atendimento

    • grade de horários compatível com o funcionamento e necessidade da empresa

    • espaço físico necessário de apenas 2 metros quadrados, em local determinado pela empresa.

  • Reiki é uma palavra de origem japonesa que significa Energia Vital Universal .

    Reiki, como sistema de cura natural (Sistema Usui de Reiki), consiste na canalização da Energia Vital Universal através das mãos das pessoas iniciadas por um mestre de Reiki.

    Reiki, como método de tratamento, consiste na aplicação das mãos numa determinada sequência de posições pelo corpo e é iniciado por quatro sessões, feitas em dias consecutivos.

    Reiki, mais do que um sistema de cura natural, é um instrumento de harmonia, equilíbrio, auto-conhecimento, transformação e desenvolvimento.

  • • Massagem integrativa

    • Shiatsu

    • Anmá

ESTÉTICA

  • A DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL é uma técnica desenvolvida e aperfeiçoada por pesquisadores, sendo descrita por movimentos efetuados com suavidade, baixa intensidade de pressão e rítmo constante,com o objetivo de tratar patologias diferentes reabsorvendo edema.

    Dentre as principais indicações temos:

    •  Tratamento pré e pós-operatório de cirurgia plástica ( corporal e facial )

    •  Pós traumatismos

    •  Insuficiência venosa

    •  Linfedemas

    •  Edemas no período gestacional e pré-menstrual

    •  Tratamento para celulite

    •  Tratamento coadjuvante da cicatriz hipertrófica ou queloideana

    A técnica deve ser realizada por fisioterapeuta capacitada(o), com conhecimento da anatomia e fisiologia do sistema linfático, visto que, existem contra-indicações como em casos de processos infecciosos,flebites e tromboses, insuficiênciacardíaca congestiva descompensada, asma brônquica entre outras.

    Dentre seus benefícios estão:

    •  Redução de edemas

    •  Aumento do grau de hidratação e nutrição da célula

    •  Aumento da velocidade de cicatrização de ferimento pelo aumento da vascularização arterial e venoza

    •  Aumento da capacidade de absorção de hematomas e equimoses

    •  Melhora do retorno de sensibilidade em cirurgias plásticas

    •  Diminuição da retenção de líquido nos tecidos, prevenindo a formação de celulite

    •  Produz relaxamento

  • O fibro edema gelóide, mais conhecido como celulite, é uma infiltração edematosa do tecido conjuntivo que ocorre de forma não inflamatória, seguido de um processo de fibrose tecidual, causando diminuição da circulação venosa e linfática, caracterizada por dor localizada, dores nas pernas, cansaço eo que chamamos de aspecto de casca de laranja.

    A massagem clássica, associada a cosméticos específicos é esencial no tratamento da celulite, visto que promove uma melhora da circulação local, diminuição da dor, melhora do aspecto, aumento da maleabilidade tecidual e auxílio na penetração de produtos.

    É muito importante salientar a preocupação com massagens realizadas de forma vigorosa. Este procedimento produz hematomas e equimoses, sintomas estes causados pela ruptura de vênulas e arteríolas da hepiderme, sendo considerado contra-indicado, pois o tecido encontra-se frágil e o processo passa a ser crônico.

RESULTADOS DE TRATAMENTO

  • * Passe o mouse nas imagens para ver o Antes e o Depois

    O paciente ao lado sofria de fortes dores na região lombar (parte baixa da coluna) onde haviam sido diagnosticadas duas hérnias de disco. Para tentar diminuir essas dores, o paciente criou uma postura antálgica.

    Atente para alguns detalhes entre a primeira foto (antes do tratamento) e a segunda (depois de 12 sessões):

    • "Tamanho" e posicionamento do pescoço

    • "Enrolamento" dos ombros

    • Estética do abdomem

    • Posicionamento e extensão dos joelhos

    • Melhora importante da estética e postura geral

    O mesmo paciente em posicionamento posterior.

    Veja detalhes:

    • "tamanho" recuperado de pescoço

    • Simetria e desenrolamento dos ombros

    • Simetria na altura de"queda" das mãos

    • Simetria da linha de cintura

    • Redução da curva escoliótica lombar

    • Redução importante do valgo de joelhos (joelhos em X), com melhora da sobrecarga em pés e tornozelo

    • Melhora importante da estética e postura geral

  • * Passe o mouse nas imagens para ver o Antes e o Depois

    Assustados com a descoberta repentina de uma retração de tórax muito importante da filha, os pais dessa adolescente procuraram um médico pneumologista , com o receio de que a filha apresentasse algum tipo de anomalia.

    Feitos todos os exames de função e anatomia pulmonar, a paciente foi encaminha pelo médico para o tratamento de R.P.G. para que trabalhássemos o que na verdade era uma escoliose (desvio lateral da coluna) juvenil  e que provocava as deformidades estruturais do tórax e todas as compensações posturais que podemos constatar a "olhos nus" na foto ao lado.

    Podemos perceber que na primeira foto, além da escoliose dorsal esquerda,há uma compensação  da cervical, gerada por essa escoliose, fazendo que a cabeça se incline para o lado e faça uma rotação para o lado direito.

    Tal escoliose se estende e se inverte na região lombar que está em hiper-lordose (projetada para a frente). Ainda podemos visualizar os joelhos valgos e que apresentam uma rotação interna que no joelho esquerdo é ainda maior.

    Todas essas compensações minimizam-se e até desaparecem  na segunda foto, tirada após 24 sessões. 

  • Silvana Perri

    Ergonômia

    Após uma consultoria de ergonomia, melhorei muito a minha postura e as dores que tinha ao final dia com muita frequencia, diminuiram e muito! Um ajuste na posição de minha cadeira e do monitor foram excelentes!


SOBRE A SOS COLUNA

  • A SOS Coluna oferece várias opções para você cuidar bem de sua coluna e de sua saúde, há mais de 20 anos!

    São profissionais com especialização em Fisioterapia, R.P.G., Ergonomia, Qualidade de Vida e Massagem, prontos para resolver os problemas de seu corpo e as somatizações do seu dia a dia e dos colaboradores de sua empresa.

    • R.P.G.

    • REIKI

    • Fisioterapia Respiratória

    • Fisioterapia Motora

    • Massagem Terapêutica

    • Shiatsu

    • Massagem Expressa

    • Fisioterapia Dermato-Funcional "estética"

    • Reflexologia

    • Yoga

    • Alongamento

    • Ginástica Postural - S.G.A.

    • Ginástica Laboral

    • Consultoria e Avaliação Ergonômica

    • NR 17

    • Atendimentos em empresas e domicílio

  • Conheça algumas reportagens interessantes e matérias que a SOS Coluna já participou:

    • Revista ELLE - Em fevereiro de 2003

    • Massagem Expressa - VEJA

    • Revista - BOA-FORMA

    • Portal IG - Saúde da Mulher - Setembro de 2011

    • Revista Contra o Relógio - Outubro de 2011

    • Portal IG - Bem estar- Dezembro de 2011

FALE CONOSCO

  • Nome: * Obrigatório!
    E-mail: * Obrigatório!Formato inválido.
    Telefone: Formato inválido. Obrigatório!Formato inválido.
    Assunto: Selecione um item.*
    Mensagem*: Obrigatório!
ONDE ESTAMOS

Rua Lisboa, 347 • Jardim América • SP


Exibir mapa ampliado

FALE CONOSCO

55 11 3083 6048

Clique aqui para entrar em contato

Entre em contato e agende uma consulta ou uma visita à sua empresa

CLIENTES

Conheça algumas empresas que já investiram em benefícios para seus colaboradores:

© SOS Coluna • Todos os direitos reservados